Mayara Bortolotto

Natureza Criativa

“Quando a cultura define detalhadamente no que consiste o sucesso ou a perfeição desejável sob qualquer aspecto – na aparência, na altura, na força, na forma física, no poder aquisitivo, na economia, na masculinidade, na feminilidade, na atitude de bom filho, no bom comportamento, na crença religiosa – existem ditames correspondentes e tendência à avaliação na psique de todos os seus membros. (…) Quando desenvolvemos uma força adequada – não uma força perfeita, mas uma força moderada e prática – para sermos nós mesmas e para descobrir a que grupo pertencemos, podemos então influenciar a comunidade exterior e a consciência cultural com perícia.” (Clarissa Pinkola Estes)

As mulheres são cíclicas. Conhecer seu ritmo interno, entender o que faz sentido para você e o que não faz, saber diferenciar o que vem de dentro e o que foi ensinado pela cultura e pela sociedade é o início da liberdade.

Olhar para o corpo, entender seus sinais, se acolher e saber o que fazer em casos de desequilíbrios, é um conhecimento poderoso que traz autonomia e aumenta a autoconfiança da mulher. Ela não acreditará cegamente no que lhe dizem, porque sabe ler seu corpo, mente e emoções e é capaz de tomar decisões para melhorar seu bem-estar, saúde e qualidade de vida.

Ela sabe o que lhe faz bem e o que lhe faz mal, mesmo que pareça não fazer sentido para a maioria das pessoas a sua volta e que terceiros lhe apresentem receitas, remédios, procedimentos, soluções prontas e respostas generalizadas.

A mulher que se conhece e que respeita o próprio ritmo, não se deixará levar facilmente por discursos de opressão, imagens idealizadas de sucesso e felicidade, moldes de beleza e valor a partir do que produz, porque ela conhece seus potenciais e limites, sabe que merece e pertence. Ela cria, se expressa e se coloca no mundo da sua maneira. Ela vive plenamente, muda quando sente necessidade e/ou vontade, se adapta, renasce quantas vezes forem necessárias, se nutre, se diverte e ensina aos demais como fazer isso através de seu exemplo.

 “Quando uma pessoa vive de verdade, todos os outros também vivem”. Esse é o principal imperativo da mulher sábia. Viver para que outros também se inspirem. Viver do nosso próprio jeito vibrante para que outros aprendam conosco.” (Clarissa Pinkola Estes)

Como

Os saberes sobre o feminino são passados oralmente entre mulheres há muito tempo, é assim que aprendemos a ser mulher e a passar pelos marcos da nossa vida: nascimento, menstruação, maternidade e menopausa.

Através da auto-observação, vamos aprender a interpretar os sinais que o corpo nos dá diariamente. Por meio de instrumentos para acompanhamento do ciclo, exercícios e reflexões vamos conhecer diferentes formas de expressão para experimentar ao longo do ciclo e nos conectar com as potencialidades presentes em nós seguindo nosso próprio ritmo.

Ter um rico repertório de práticas, ferramentas e exemplos de mulheres possíveis, trará novas perspectivas sobre o ser mulher e possibilitará que cada uma encontre a sua maneira de estar no mundo e se expressar nele.

O que / para quem

Três encontros online do programa Natureza Criativa, onde cada sessão terá 1 hora de duração. Eu e Amanda Pala vamos dividir nosso conhecimento e experiências sobre ciclicidade e criatividade feminina. Mais do que isso, vamos formar uma rede de troca e apoio, preservando a disponibilidade e privacidade de cada mulher do grupo.

Não é preciso ter conhecimento prévio sobre o assunto, qualquer mulher acima dos 18 anos pode participar dos encontros.

Dias 13, 14 e 15 de abril de 2021

Das 19hs às 20hs

Online pelo Zoom

R$ 125 / pessoa (é possível parcelar o valor)

Inscrições e informações pelo link da bio

Caminhar juntas nos deixa mais fortes. Vamos? Espero vocês!

Aula 01: de menina linear à mulher cíclica

– a primeira menstruação

– ciclicidade feminina

– possibilidades e cuidado com corpo

– auto observação e registro

Aula 02: menstruação e pré ovulatório

– oscilação, acolhimento e cuidado

– potencialidades e desafios

– arquétipos: bruxa e donzela

– exercícios criativos para se conectar com essas fases e se expressar

Aula 03: ovulatório e pré menstrual

– oscilação, acolhimento e cuidado

– potencialidades e desafios

– arquétipos: mãe e feiticeira

– exercícios criativos para se conectar com essas fases e se expressar